No início das aulas é tempo de organizar estratégias para receber bem a turminha. Escrevi 7 dicas testadas de dinâmicas rápidas e animadas para o início das aulas que garantem a acolhida dos alunos nos primeiros dias de aula. Confira!

Leia Mais

Faça essa caixa sensorial super divertida que ajuda no desenvolvimento do tato e trabalha a psicomotricidade fina através de exercícios sensoriais para crianças a partir de 3 anos. É super simples e os pequenos adoram! Confira!

Leia Mais

Para desvendar esse desafio, é preciso estourar o balão e é aí que começa a diversão! O Ditado Estourado é um criativo e estimulante jeito de reforçar aquilo que já foi ensinado ou um diagnóstico para descobrir o que os pequenos sabem, através da brincadeira!

Leia Mais

O foguete já vai partir! Simples e divertida essa brincadeira que que usa materiais simples para trabalhar a coordenação motora, controle respiratório e muito mais! Construa com as crianças esse soprador, veja o passo a passo nesse post!

Leia Mais

Para brincar não basta deixar a criança imersa em uma montanha de opções. Elas podem brincar independente dos adultos, mas isso não é tudo. É preciso aprender a brincar! Entenda como ajudá-las lendo esse excelente texto! 🙂

Leia Mais

Nesse texto a fonoaudióloga Larissa nos traz dicas para brinquedos e brincadeiras adequados para o desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos. Imperdível!

Leia Mais

Nesse texto, a Carol nos traz uma excelente reflexão sobre o espaço para o imaginário infantil, o brincar e viver plenamente a infância, afinal, a brincadeira está (ou deveria estar) para as crianças, assim como o trabalho está para o adulto. 😉

Leia Mais

Como uma mãe, que não é professora e não tem especialização na área da educação, pode contribuir para o desenvolvimento de seus filhos? Anna Cruz nos traz nesse post um relato envolvente e cheio de criatividade de uma mãe buscando alternativas para ajudar suas filhas a desvendar o misterioso mundo do conhecimento!

Leia Mais

Como distrair as crianças por horas a fio? É a pergunta que logo vem à cabeça. A boa noticia é que você não precisa recusar os convites e muito menos precisa frequentar apenas espaços que ofereçam uma programação infantil. Seu restaurante preferido também está liberado, desde que você use a sua criatividade 😉

Leia Mais