Carol 2

 

Por Carol Braga

 

Para muitos pais (especialmente com filhos pequenos) aceitar um convite para almoçar ou jantar fora pode ser um  momento de grande agonia. Ainda mais se o local não oferecer um espaço kids com monitor.

Como distrair as crianças por horas a fio?  É a pergunta que logo vem à cabeça. A boa noticia é que você não precisa recusar os convites e muito menos precisa frequentar apenas espaços que ofereçam uma programação infantil. Seu restaurante preferido também está liberado, desde que você use a sua criatividade.

IMG_6469 (2)

Sempre incluí meu filho em todos os eventos sociais (de trabalho ou de família) mesmo sem espaços kids. E isso me mostra que é possível sim entreter uma criança na mesa de um restaurante sem mantê-la alienada em celulares ou tablets. Me entristece muito quando, ao chegar em um restaurante que não tem serviço de monitoria infantil, observo famílias que entregam seus filhos a esses equipamentos eletrônicos.

YOUNG-KID-AND-TABLET

Obviamente, que o tempo de concentração de uma criança é curto e quando o nosso repertório acaba, colocar um tablet na mão de uma criança resolve o problema e facilita a vida da família que deseja almoçar em paz. E não há problemas em oferecer brinquedos eletrônicos. Eles estão ai para serem usados e aproveitados da melhor maneira possível. Mas como eu sempre digo, eles não podem ser a única fonte de diversão dos pequenos. E vamos combinar que deixar uma criança por horas seguidas em frente ao tablet não é a melhor maneira de usar a tecnologia a seu favor. E você acha justo com a criança? Mantê-la inerte enquanto você se diverte?

Se é diversão sem crianças o que você procura, melhor então deixá-las com a avó, com a tia, a vizinha. Mas se não tem com quem deixar, além do filho, saia de casa com paciência e boa vontade. E lembre-se que existe sim alegria sem bateria e que é possível almoçar bem, mesmo com as crianças ao lado. Comportamentos como saber esperar e ter paciência também são ensinados nestes momentos, mas é importante respeitar o tempo das crianças. Ao perceber que a criança já está cansada, a melhor opção é encerrar o programa e voltar para casa. Mas antes disso, veja aqui algumas alternativas para distrair as crianças nesses momentos:

  1. Para começar, você pode separar alguns brinquedos que a criança goste para levar para o restaurante. Priorize aqueles menores, que sejam fáceis de carregar, manusear em cima da mesa e de brincar sentado. Exemplos: carrinhos, blocos de construção, brinquedos de encaixar, bichinhos de plástico. A dica é fazer estradinhas com canudos ou palitos de dentes e montar cenários com esses brinquedos. Dessa forma você garante um bom tempo de distração.IMG_6473 (2)
  2. Fazer barquinhos ou aviões de papel com guardanapo também pode ser bem divertido. Solte a imaginação.
  3. Brincar com pedacinhos de massinha de pizza também rende um bom tempo de distração na mesa. Muitas pizzarias oferecem esse “brinquedo” para as crianças. É só pedir um pedacinho para o garçom e garantir a diversão dos pequenos. Façam bolinhas, cobrinhas, piquem a massa. Mais uma vez, quem manda aqui é a criatividade.
    IMG_6554 (2)
  4. Cardápios também costumam ser boas opções de diversão. Eles podem contar histórias inventadas ou simplesmente servir para nomear as coisas e ampliar o vocabulário das crianças.
  5. Brincar de “cadê, achou” com o guardanapo ou com pedacinhos de palito. Qual criança não se diverte em ter que descobrir em qual das mãos o objeto está escondido?
  6. Por fim (e não menos importante) existem muitos livros interativos no mercado que são perfeitos para esses momentos. Mas um dos meus preferidos é o “Apenas um é diferente”, da Brinque Book. É daqueles livros companheirões, sabe? Pra todas as ocasiões! A cada página um animal com dicas rimadas aparece para descobrir qual o diferente.IMG_6533 (2)
    A distração (e a diversão em família) estará garantida por um bom tempo. Outras boas opções são os livros “quebra-cabeças” ou de colorir.IMG_6470 (2)
    Carol 2Carol Braga Ferraz é mineira de nascimento e criação, campineira por “adoção”, casada, mãe do Miguel. É pedagoga de formação e como uma grande amiga gosta de dizer, “publicitária de coração”. Atualmente trabalha em sala de aula com crianças da Educação Infantil e promove Encontros Brincantes na cidade de Campinas e região, com o intuito de oferecer repertório de brincadeiras de qualidade aos pais e atividades sensoriais que estimulem os sentidos das crianças de 6 meses a 6 anos, favorecendo o desenvolvimento infantil. Seu quintal está sempre de portões abertos lá no  instagram.com/conversadequintal/   e no  facebook.com/conversadequintal/

 

Compartilhar: