Por Caroline Loezer de Lima Nogueira

A neuropsicologia é a ciência que estuda a relação entre o cérebro e o comportamento humano. Ou seja, o principal enfoque da neuropsicologia é o desenvolvimento de uma ciência do comportamento humano baseada no funcionamento do cérebro. É a ligação mais próxima da Psicologia com a Neurologia.

Dentro da neuropsicologia pode-se trabalhar de duas formas, com a avaliação e com a reabilitação. Nesse post, me atentarei a explicar sobre a avaliação neuropsicológica infantil.

Para o bom funcionamento geral do nosso corpo, contamos com vários aspectos que devem viver em harmonia, alguns deles são: aspectos físicos, aspectos sociais, espirituais, ambientais, emocionais e temos também os aspectos cognitivos.

Os aspectos cognitivos são funções como: atenção, memória, linguagem, gnosia, praxia, funções executivas, entre outras.  Essas funções estão ligadas diretamente a nossa aprendizagem e ao nosso desenvolvimento, que refletem na forma como realizamos qualquer tipo de atividade, das mais simples até as mais complexas em nossa vida, no nosso dia-a-dia.  Essas funções não podem ser avaliadas através de exames de imagem. É aí, que entramos com a avaliação neuropsicológica.

A avaliação pode ser feita em bebês, desde os primeiros meses de vida, em crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. Aqui, falarei da avaliação com crianças ou adolescentes.

 

Foto forangelsonly.org

Forangelsonly.org

Ao termos uma lesão no nosso cérebro, à região afetada pode trazer inúmeras sequelas cognitivas, nestes casos, realizamos uma avaliação para podermos identificar quais funções foram afetadas e pontuamos qual o melhor tipo de tratamento que deve ser feito, ou seja, qual a reabilitação adequada para aquela função cognitiva. O mau funcionamento cerebral ou produção em excesso ou escassa de neurotransmissores também nos trazem grandes prejuízos, como comprometimento na aprendizagem, ou comportamentos bizarros. Nesses casos a avaliação de um neuropsicólogo contribui, e muito.

Muitas vezes achamos que nossos filhos não conseguem adquirir a aprendizagem por “preguiça” ou por “burrice”, entretanto, existem inúmeras síndromes, transtornos e dificuldades de aprendizagem que se dão a partir de um mau funcionamento cognitivo. Alguns comportamentos estranhos ou atrasos no desenvolvimento também são justificados após uma avaliação neuropsicológica. Porém, não devemos ficar presos em um diagnóstico, o mais importante é a identificação de qual função há rebaixamento e qual a melhor forma de estimularmos isso. Se a criança, já é diagnosticada por um neuropediatra com alguma doença neurológica como epilepsia, microcefalia, paralisia cerebral, meningite, realizamos a avaliação para identificar se essas doenças podem ter causado alguma disfunção cognitiva e que comprometerá o neurodesenvolvimento.

 

rmft.oamft.com

rmft.oamft.com

Um cuidado que devemos ter, é na hora de escolher o profissional que irá realizar a avaliação. Como utilizamos diversos testes psicológicos, que são de uso restrito do profissional da psicologia, muitas vezes há um equivoco em acreditar que qualquer profissional formado em psicologia possa realizar tal avaliação, a Avaliação Neuropsicológica é algo muito sério e nos traz informações que podem mudar todo o direcionamento do tratamento de uma criança, pode trazer diagnósticos que marcam uma vida, por isso deve ser realizado somente pelo Neuropsicólogo que possui especialização na área.

post 1 denise

 

A formação é árdua e cheia de conteúdos do neurodesenvolvimento, neurociências e neurologia, e leva em média  2 anos para a formação. Ao precisar de uma avaliação neuropsicológica, não questione o valor que será cobrado, busque selecionar o profissional pelo seu currículo.

 

 

Caroline LCaroline Loezer de Lima Nogueira é formada em Psicologia pela PUC-PR. Atua em consultório particular como Psicóloga Infantil na abordagem psicanalítica, é Psicopedagoga Clínica Infantil e Neuropsicóloga Infantil, com foco em Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica. Apresenta em seu perfil no Instagram @carolneuropsicoinfantil registros de atividades do dia-a-dia no consultório, dicas e recursos para estímulos do desenvolvimento infantil.

 

 

Psicóloga Caroline L. Nogueira

?Psicóloga de bebês, crianças e adolescentes, Neuropsicóloga Psicopedagoga Clínica

 Campolim – Sorocaba/SP

(15) 98163-0328

www.vittaequilibrium.com

Compartilhar: