Por Maria Belintane – Doutora em Educação para o Consumo Consciente

Um sentimento comum entre os pais é a satisfação imensa que sentem quando compram algo para os filhos. Parece que, com isso, ganham o paraíso, mas geralmente, ganham um cartão de crédito no vermelho…

Consumir vai além da utilização de cartões de crédito e compras, implica em situações que exigem escolhas e tomada de decisão mais equilibradas.

Foto por Pixabay

Como educar crianças conscientes e fugir dos perigos do consumismo?


É algo muito mais complexo, precisamos saber a diferença entre desejo e necessidade, aprender a planejar e poupar, ter metas a serem alcançadas e mais, ensinar tudo isso para as crianças.

Consumir é ato inerente ao ser humano. Consomem-se água, comida, roupa, amor. Mas, quando a intensidade desse consumo é grande, o consumo pode ser devastador e comprometer o rumo de nossas vidas e de futuras gerações.

Foto por Pixabay


Você está frustrada(o) com sua vida financeira? 

Nem sempre a pessoa percebe que está consumindo em excesso. E muito menos, que isso pode revelar insatisfação consigo mesma, provocar desequilíbrio financeiro, gerar frustração, ansiedade, discussões em casa e nenhum objetivo ou sonho concretizado.

Assim, o círculo vicioso de consumismo e dívidas se estabelece em muitas famílias.

Foto por Pixabay


Onde começa o perigo?

Vários são os fatores que se entrelaçam nesta intricada rede entre consumo, desequilíbrio financeiro e insatisfação pessoal. Destacamos cinco deles:


1- Tomada de consciência sobre conceitos econômicos

A ausência de conhecimento e tomada de consciência sobre conceitos econômicos básicos com os quais lidamos no cotidiano: utilização do dinheiro, percentual de juros no cartão de crédito e cheque especial, ausência de hábitos de poupança e planejamento, podem facilitar o desenvolvimento de comportamentos financeiros ineficazes.


2- Estratégias publicitárias e pressão social

 A pressão que estratégias publicitárias exercem nas pessoas para aquisição de produtos que garantem visibilidade, identidade e status. A publicidade é importante, no entanto deve ser ética e não se dirigir às crianças e adolescentes.

Foto por Pixabay


3- Cuidado na formação do consumidor

 Existe atualmente uma ausência de formação de um consumidor ciente de seus direitos e deveres e observador crítico da mídia e da publicidade. 


4- Uso das tecnologias sem controle

 A utilização pouco saudável das tecnologias e todos os tipos de telas (videogames, smartphone, tablets, etc.) por adultos, crianças e adolescentes precisa de cuidados e parâmetros.

 

Foto por Pixabay


5- Poucas informações sobre esse tema 

 A existência mínima de escolas com um trabalho pedagógico sistemático para a Educação Econômica: financeira e para o consumo consciente.

Foto por Denise Ferreira

Acreditamos que esse equilíbrio trará uma qualidade de vida para todos. Este artigo não se esgota aqui. Continuaremos a apresentar considerações sobre o assunto.

Se você tiver alguma pergunta, deixe seu comentário abaixo ou entre em contato comigo!

Quer saber mais? 

LIVRO: Pré-adolescentes, consumo e fragilidade
Maria Belintane Fermiano
EDITORA: Mercado de Letras

Clique para adquirir >> Pré Adolescentes, Consumo e Fragilidade

Descreve hábitos e comportamentos de pré-adolescentes, apresenta características de seu modo de ser, o que pensam sobre a família, qual sua relação com a mídia e mundo econômico. Assim, valoriza a ação da escola como agente socializador de novos conhecimentos, tão importantes para se viver no mundo globalizado e mais, pode auxiliar pais e educadores a compreender melhor esses graciosos tweens.

 

LIVRO: Comida de herói
Maria Belintane e Valéria Cantelli.
EDITORA: Adônis

Clique para adquirir >>  Comida de Herói

O que superpoderes, heróis e comida cheirosa de vó têm a ver? Para descobrir isso, você vai precisar degustar esta história.

 

LIVRO: Herói de verdade
Maria Belintane e Valéria Cantelli.
EDITORA: Adônis

Clique para adquirir >>  Herói de Verdade

Quem nunca quis ser um herói de verdade? Ter superpoderes e salvar o mundo é possível. O segredo você descobrirá com essa história. Vamos lá?

 

Conheça o Projeto EKONOS

O Projeto Ekonos – Educação para o Consumo Consciente,  é um convite para ressignificar as relações econômicas e de consumo, de forma a contribuir para que todos assumam uma postura cidadã e não consumista.

O projeto é  fundamentado em princípios éticos e desafia famílias, escolas e comunidades a criar um novo olhar sobre as práticas de consumo e sobre como lidar com o dinheiro.

 

Quem é a autora?

Maria Belintane é casada, mãe. Tem 30 anos de experiência nos diversos níveis do ensino público e particular. É Doutora em Educação pela Unicamp, criadora do Programa Ekonos – Educação para o Consumo Consciente, juntamente com a Profª Drª Valéria Cantelli.  Pesquisa sobre crianças, família e consumo. Elabora propostas para auxiliar crianças, jovens, adultos, professores a resistirem aos apelos do consumo e conhecerem o mundo econômico.

Ministra oficinas, cursos, palestras e rodas de conversa para professores e especialistas em educação, para mães, pais, avós, entidades, Ong’s e quem mais quiser conversar sobre consumismo, finanças, mudança de comportamento e os desafios de educar no século XXI.

É escritora e autora do Instagram @mariabelintane e do Facebook  maria.belintanefermiano  

                                                Entre em contato com a Maria Belintane pelo telefone (19) 3471-5608  ou pelo e-mail maria.belintane@gmail.com  

Compartilhar: