Por Anna Cruz

Todos sabemos da importância da leitura e dos seus benefícios cognitivos e emocionais: ler alarga horizontes, ler amplia vocabulário, ler informa, ler permite um momento de silêncio e conexões consigo, com o outro e com o mundo. Qualquer pai reconhece tais ganhos, mas muitos têm dúvidas sobre como tornar o filho um leitor.

Vamos começar concordando que leitor não é apenas aquele que está alfabetizado, que percorre um texto com autonomia e plena compreensão sobre o que lê. Leitor é também o pequeno que escuta histórias, mesmo que entre intervalos de distração, e que manuseia o livro com mãos pouco hábeis (não raramente até mesmo levando-o à boca para uma experiência de leitura completa!).

leitores 2

Para que um leitor nasça é preciso – desculpem a obviedade – que haja livros. Mas não só isso: os livros devem estar disponíveis, devem ter sido escolhidos com o mesmo cuidado com que se prepara um enxoval. Caso não possa ler sozinho, deve haver alguém que leia para o pequenino. Mas não basta dizer frases: é importante ler com entrega, sem pressa, atentando para os diálogos, apontando ilustrações.

Para que um leitor cresça é preciso que se conheça como tal. Deve frequentar livrarias, bibliotecas, e descobrir, dentre tantas possibilidades, qual autor lhe emociona, que tipo de livro prefere, como e o que gosta de ler.

leitor 2

Para que um leitor sobreviva em um mundo de tempo apertado, de conteúdos limitados a número de caracteres, de tantas atrações efêmeras, deve haver paciência e persistência. Que os pais não desistam diante das primeiras negativas, que continuem a oferecer livros como presentes maravilhosos, que leiam na frente dos filhos e que tornem o instante da leitura algo cada vez mais agradável até que se torne irresistível.

 

Destacada ANNAAnna Cruz é mãe da M.L. e da C., filha da Vera e do Orlando, da Ana Maria Machado e do Ziraldo, da Ruth Rocha e do Sidónio Muralha, da Eva Furnari e do Roald Dahl, da Silvana Rando e do Michael Ende, da Sylvia Orthof e do Ilan Brenman. Conhecida também por “Dona Sobre”, por conta do instagram.com/sobreissoeaquilo

Compartilhar: