Por Michelle Costa Soares

Resgatar brincadeiras antigas e trazer inovações para a aprendizagem, pode ser um excelente recurso para o desenvolvimento infantil. Sabemos que a aprendizagem é algo que a criança se apropria durante as experiências vividas e por isso para que ela aconteça, faz-se necessário a ação do sujeito sobre o objeto de conhecimento.

Se cá estamos nós, proporcionando momentos de aprendizagem que envolverão um universo cheio de símbolos, significados, conceitos e elaborações, porque não tornar este momento algo proveitoso e que amplie o potencial cognitivo dos pequenos?

O processo de aprender ocorre dentro e fora da escola e vai muito além de conteúdos prontos. Envolve ações, procedimentos, operações, estratégias, sentimentos, percepções, interesse e rejeições. É nesse momento que temos que INOVAR e BUSCAR RECURSOS que tornarão a aprendizagem significativa.

Situações que agucem a curiosidade, formas de se expressar corporalmente, trocas e resgate de experiências vividas pelas crianças são uma excelente fonte para pensar em propostas para a aprendizagem.

stop

Então, que tal usar aquela brincadeira antiga, conhecida por alguns como STOP e por outros de ADEDONHA, para motivar e desenvolver potenciais cognitivos com as crianças?

Você vai precisar construir um DADO! Pode ser pequeno, médio ou grande. Pode ser feito de papel, pano ou papelão. Pode ter imagens, letras, palavras e até sons. Só precisa ter um pouquinho de criatividade para essa construção.

Depois de pronto, escreva ou desenhe nas faces do dado. Por aqui, escrevi: NOME, COR, FRUTA, ANIMAL, PARTE DO CORPO e LIVRE (pode dizer o que quiser).

Sorteiem a letra! Estas podem estar em saquinhos, potinhos, caixinhas…

20151020120509 (1)

Jogue o dado para cima e espere ver o que vocês terão que dizer com a letra sorteada. Todos tem que falar alguma coisa.

Vocês podem estabelecer alguns combinados, como: quem não conseguir lembrar algo, fica uma rodada sem jogar, quem acertar primeiro tem a chance de jogar o dado…

As variações vão de acordo ao objetivo que cada profissional terá para o desenvolvimento de potenciais cognitivos dos seus pequenos.

Depois conta pra gente os resultados e sugestões dessa proposta!

 

Michelle - mini

Michelle Costa Soares é Pedagoga – Especialista em Desenvolvimento Infantil – Psicopedagoga Clínica Infantil – Especialista em Neuropsicologia – Professora em Universidades e Cursos na área de Educação Especial e Desenvolvimento Infantil.

Apresenta em seu perfil @michelleterapiadecrianca no Instagram, registros e recursos para estímulos do Desenvolvimento Infantil.

 

Compartilhar: