Por Danilo Silva Filho

Festejar o Carnaval na escola é o mesmo que resgatar a cultura local, do país e de um mundo inteiro.

Cada cantinho possui uma peculiaridade na comemoração dessa festa que antecede, para os cristãos-católicos, a Quaresma.

Blocos de rua

Como preparar as atividades de Carnaval na escola? 

 

Em certa ocasião um aluno do 5º ano me disse que “não faria as atividades pois era de uma religião que não permitia aquela comemoração”.

Vejamos que este caso não é estranho e que vários professores já passaram por esta ou outra situação. Como você lidaria?

 

De1

 

Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) nos orientam para que conheçamos as características fundamentais do Brasil nas dimensões sociais, materiais e culturais, como meio para construir progressivamente a noção de identidade nacional e pessoal e o sentimento de pertinência ao País.

 

Permita que as cores e a alegria do carnaval entrem na sua escola livremente.

Na cidade que eu cresci, o Carnaval num primeiro momento era em um “salão” e depois popularmente na “rua”.

Nesta época era uma maravilha, as pessoas envolvidas, blocos ensaiavam, pessoas criavam suas mais exóticas fantasias e a alegria emergia. Na avenida lotada, música e pessoas animadas contagiavam qualquer um que por ali passava. As cores dos enfeites deixavam a pequena cidade interiorana mais bela. Assim acontece com nossos alunos.

Você já parou para pensar na memória visual e na capacidade de se colocar que cada criança/jovem possui?

 

Bonecos de Olinda

 

Resgatar historicamente o Carnaval e suas inúmeras manifestações na escola é o mesmo que levar em consideração a sua função social que é a de promover a cultura, portanto num primeiro momento a conversa com seus alunos sobre o Carnaval deve ser de ESCUTA.

 

Depois de RELEITURAS das diversas realidades carnavalescas e por aí construir muita alegria, diversão e fazer as cores sambarem com axé, frevo e o que a criatividade permitir.

 

20160205_170815

 

Promova as mais diferentes linguagens do carnaval com seus alunos e decante em arte, música, dança… e transforme em alegorias, bonecos, fantasias, enfeites, máscaras, etc.

 

E você, como trabalha o Carnaval na escola? Compartilhe conosco o que achou desse post!

Deixe seus comentários! Vamos adorar ler!?


Danilo 4Danilo Silva Filho é Professor na Rede Objetivo de Ensino e gestor no Espaço Educacional iAmplo. É amante das Artes. Seu trabalho valoriza e incentiva a leitura. Tem formação em Pedagogia, Artes Plásticas, Filosofia e História. Dedica-se atualmente a pesquisas no âmbito da arte contemporânea, psicopedagogia, bullying e juventude.  Contatos via e-mail danilo.sfilho@hotmail.com

Compartilhar: